Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mil Razões...

O quotidiano e a nossa saúde emocional e mental.

O quotidiano e a nossa saúde emocional e mental.

12
Jul17

As adversidades da vida (Pesadelo – 5)

Publicado por Mil Razões...

Walkers-Anja.jpg

Foto: Walkers - Anja

 

O conceito de pesadelo aparece-nos quase sempre associado a um sonho mau, fortemente perturbador. Daí se desabafar vulgarmente, quando tal acontece, com as seguintes expressões: "esta noite tive um sonho mau; vivi um autêntico pesadelo". Contudo, o pesadelo não ocorre apenas nos sonhos, não é deles exclusivo, porquanto, e embora em sentido figurado, na realidade do dia-a-dia, também é comum surgirem, não raras vezes, pesadelos resultantes de terríveis preocupações e de pensamentos negativos.

Durante a vida experimentamos as mais diversas sensações amargas e penosas: umas, que são causadas por fatores endógenos, inerentes à própria pessoa, quase sempre acompanhadas por um forte sentimento de medo de se poder vir a realizar ou a concretizar algo muito desagradável; outras, por circunstâncias exógenas ocorridas na sociedade ou na comunidade em que se está inserido, que poderão constituir um autêntico suplício quando interiorizadas, partilhadas ou vividas de perto, nomeadamente, numa situação de grave crise financeira, sujeição a um arbitrário e injusto silêncio e à tortura de notícias repetidamente noticiadas na TV e nos jornais sobre determinados acontecimentos trágicos.

Todavia, apesar da carga negativa que encerra um pesadelo, começa a vislumbrar-se a teoria de que é preciso repensar a função do pesadelo na sociedade, na justa medida em que dele possam advir alguns benefícios reais. O pesadelo, enquanto importunação, agrura ou algo profundamente desagradável, não será sempre inelutável, pode mesmo ser vencido desde que saibamos gerir as adversidades da vida de forma a que estejamos preparados quando as coisas acontecerem. Por isso, devemos ter sempre presente a máxima de que, a razão pensante tudo pode remediar.          

 

José Azevedo

 

1 Comentário

Comentar Artigo

Porto | Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Recomendamos | Filmes

 

 

Equipa

> Alexandra Vaz

> Cidália Carvalho

> Ermelinda Macedo

> Fernando Couto

> Helena Rosa

> Inês Ramos

> Jorge Saraiva

> José Azevedo

> Maria João Enes

> Marisa Fernandes

> Rui Duarte

> Sandra Pinto

> Sara Silva

> Sónia Abrantes

> Teresa Teixeira

Calendário

Julho 2017

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Comentários recentes

  • Anónimo

    Eu tenho certesa que sinto isso quando penso na Mi...

  • Anónimo

    Confio também em Deus e sei que ele tudo pode faze...

  • Anónimo

    Quando uma pena descreveuma prece rumo ao Céu,ao s...

  • Teresa Teixeira

    Pois. Há sempre um modo de disfarçar cicatrizes, o...

  • Teresa Teixeira

    Beijinhos para quem quer que seja - que me conheça...

Ligações

Candidatos a Articulistas

Amigos do Mil Razões...

Apoio emocional

Promoção da saúde