Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mil Razões...

O quotidiano e a nossa saúde emocional e mental.

O quotidiano e a nossa saúde emocional e mental.

07
Dez10

Até amanhã (Depois da tentativa – 7)

Publicado por Mil Razões...

 

Até amanhã, bom fim-de-semana!

E se eu não quisesse que amanhã chegasse? Se eu não conseguisse ter um bom fim-de-semana, há semanas, há meses.

Se só por acordar ficasse horrorizada, em pânico, como se acordasse sempre de um pesadelo e forçasse os olhos a fechar para continuar a dormir, quisesse que o corpo fosse pesado como uma maciça parede de betão, imobilizado, sem mexer. Se conseguisse ficar quieta, sem querer sequer ouvir a minha própria respiração. Para que os dias passassem e ficasse ali entorpecida,parada eternamente naquele momento único em que nem damos conta que adormecemos para logo de volta, sem darmos conta, infelizmente, acordar.

Só para conseguir que parasse, para deixar de sentir aquela dor. Tal e qual como aquele arrepio pelo corpo todo quando nos dão más notícias que parece que nos pára o sangue, aquela sensação de queda, de vazio, de desamparo. Poder parar tudo, a confusão que vai na cabeça, a desorientação, aquele estado de embriaguez.

 

Quero ficar aqui, não me quero mexer. Deixem-me. Ninguém vai dar conta. A semana passa, a vida contínua, somos tantos, ninguém vai dar conta.

Eu, um dia, vou conseguir não acordar.

 

Graça Silva

 

2 Comentários

Comentar Artigo

Porto | Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Equipa

> Alexandra Vaz

> Cidália Carvalho

> Ermelinda Macedo

> Fernando Couto

> Helena Rosa

> Inês Ramos

> Jorge Saraiva

> José Azevedo

> Maria João Enes

> Rui Duarte

> Sandra Pinto

> Sara Silva

> Sónia Abrantes

> Teresa Teixeira

Calendário

Dezembro 2010

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Comentários recentes

  • Anónimo

    No tempo que é sempre o mesmo, o partir e chegar é...

  • Anónimo

    Diante da morte, diante de um suicida perante a mo...

  • S.

    Há o silêncio da sombra de duas pessoas falando.....

  • Alexandra Vaz

    Um abraço, de alma cheia. Beijinhos, Teresa.

  • Teresa Teixeira

    Sei tão bem disso. Sim, que escrever cura. Mesmo a...

Ligações

Candidatos a Articulistas

Amigos do Mil Razões...

Apoio emocional

Promoção da saúde