Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mil Razões...

O quotidiano e a nossa saúde emocional e mental.

O quotidiano e a nossa saúde emocional e mental.

12
Jun17

Matizes (Silêncio – 11)

Publicado por Mil Razões...

Suffering-AndreeaMariaSilvestru (1).jpg

Foto: Suffering – Andreea Maria Silvestru

 

...

(silêncio)

O silêncio é caleidoscópico! Tem miríades de nuances e significados! Contém toda a sabedoria da humanidade, talvez por isso se diz que é de ouro. Pode ser de sabedoria, de um fervilhar de ideias e pensamentos, do mais doce amor, de compreensão, de empatia e de compaixão. Pode ser intencional e consciente, uma porta de acesso ao divino, uma conexão com o universo, um canal para o conhecimento mais profundo de si próprio e do universo.

O silêncio pode ser uma arma, contém em si todo o rumor do mundo, pode ser ensurdecedor, de revolta e de raiva, de resistência e do mais vil e convincente desprezo.

Tem também um lado oculto e perverso. O silêncio da penitência. O silêncio de quem cala consente. O silêncio sufocado, engasgado de dor e sofrimento, o silêncio do medo, do pavor, da dominação, da subjugação.

 

O silêncio do sofrimento que tantos ainda vivem, ou melhor, sobrevivem! Quantas crianças sofrem em silêncio pelos sonhos arrebatados, pelos maus tratos e violações a que as sujeitaram. Quantas mães se subjugaram em silêncio, às violentas e abjetas agressões dos seus filhos e maridos. Quantos idosos sofrem em silêncio, os maus tratos dos seus filhos que tanto amam, pelos quais se sacrificaram para lhes dar uma vida digna e sem privações.

Por último, aquele silêncio tão familiar em cada um de nós, o silêncio da indiferença. Da indiferença do que acontece, do que se passa para além de nós próprios, da nossa bolha asséptica e intransponível. Este sim, é o silêncio mais nefasto, porque nos anestesia, nos torna ainda mais insensíveis às emoções e ao sofrimento dos outros. É o silêncio da indiferença que nos desconecta dos outros, estagnando e regredindo a humanidade.

Por vezes, há que rasgar o silêncio, fazê-lo explodir, jorrando as vozes nele contidas!

 

Tayhta Visinho

 

Porto | Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Equipa

> Alexandra Vaz

> Cidália Carvalho

> Ermelinda Macedo

> Fernando Couto

> Helena Rosa

> Inês Ramos

> Jorge Saraiva

> José Azevedo

> Maria João Enes

> Marisa Fernandes

> Rui Duarte

> Sandra Pinto

> Sara Silva

> Sónia Abrantes

> Teresa Teixeira

Calendário

Junho 2017

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Comentários recentes

  • Anónimo

    Olá, Boa tarde.Gostei muito deste artigo.Rebeca Ma...

  • Anónimo

    M. Teixeira, a sabedoria está em encontrar o ponto...

  • Anónimo

    O que é muito significativo - quando se perde a Co...

  • Anónimo

    Socorro-me da sabedoria popular : cautelas e caldo...

  • Anónimo

    A estátua da Confiança está sempre de braços parti...

Ligações

Candidatos a Articulistas

Amigos do Mil Razões...

Apoio emocional

Promoção da saúde