Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mil Razões...

O quotidiano e a nossa saúde emocional e mental.

O quotidiano e a nossa saúde emocional e mental.

08
Jul16

Oh tempo, volta p’ra trás! (Irreversível – 4)

Publicado por Mil Razões...

Cutter-Man-Melanie.jpg

Foto: Cutter-Man - Melanie

 

“Oh tempo, volta p’ra trás,

traz-me tudo o que eu perdi.

Tem pena e dá-me a vida,

a vida que eu já vivi.”

 

Tenho para mim que tudo na vida é como as moedas, com cara e coroa, verso e reverso. Tenho para mim, também, que o tudo e o nada, nos extremos, se tocam, se podem confundir, assim como o sempre e o nunca... Mal comparado, será quase que como o conceito chinês do yin e do yang.

Portanto, nem tudo na vida é recuperável, reparável. A morte, para irmos ao limite, põe fim à vida, não tem retorno. É irreversível.

É como se fizesse, para aquela vida, parar a contagem do tempo. Inexoravelmente.

O que está feito, está feito. O que não se fez, ou fez, o que não se disse, ou disse, já não se vai a tempo de corrigir, sequer de tentá-lo.

Assim, quando nas nossas vidas atingimos a maturidade, diria que será quando tomamos consciência, que é quando percebemos realmente que a vida tem um fim, um término, que o mundo não é nosso, a partir daí será a altura para aplicarmos o conceito de vida “um dia de cada vez” ou, dito de outro modo, viver cada dia, cada momento, como se fossem o último.

 

Postas assim as coisas, o conceito de irreversível toma outros contornos. As nossas atitudes serão com certeza diferentes, talvez sejamos mais exigentes connosco próprios, respeitemos mais os outros, ao sabermos que o que fazemos, o que adiamos fazer, o que dizemos ou o que deixamos de dizer, pode não ter tempo para ser corrigido, pode não haver amanhã.

Pois, na realidade, o tempo não volta para trás. Há coisas que são definitivas. Qualquer coisa o pode ser.

 

Jorge Saraiva

 

Porto | Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Recomendamos | Filmes

 

 

Equipa

> Alexandra Vaz

> Cidália Carvalho

> Ermelinda Macedo

> Fernando Couto

> Helena Rosa

> Inês Ramos

> Jorge Saraiva

> José Azevedo

> Maria João Enes

> Marisa Fernandes

> Rui Duarte

> Sandra Pinto

> Sara Silva

> Sónia Abrantes

> Teresa Teixeira

Calendário

Julho 2016

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Comentários recentes

  • Anónimo

    Eu tenho certesa que sinto isso quando penso na Mi...

  • Anónimo

    Confio também em Deus e sei que ele tudo pode faze...

  • Anónimo

    Quando uma pena descreveuma prece rumo ao Céu,ao s...

  • Teresa Teixeira

    Pois. Há sempre um modo de disfarçar cicatrizes, o...

  • Teresa Teixeira

    Beijinhos para quem quer que seja - que me conheça...

Ligações

Candidatos a Articulistas

Amigos do Mil Razões...

Apoio emocional

Promoção da saúde