Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mil Razões...

O quotidiano e a nossa saúde emocional e mental.

O quotidiano e a nossa saúde emocional e mental.

11
Set15

Considerações conscientes (Consciência – 12)

Publicado por Mil Razões...

FirstKiss-AlenaKratochvilova.jpg

Foto: First Kiss – Alena Kratochvilova

 

Por estes dias casei. Cerca de 48 horas atrás encontrava-me a festejar com família, amigos e a minha (agora) esposa. Pessoas que amo e que me fazem feliz. E isso sei-o, conscientemente.

Perguntaram-me, variadas vezes, nos dias que antecederam o evento, se ia mesmo avançar com o casamento. Ou por outra, se tinha consciência do que ia fazer.

Acredito que tal questão (ato consciente de quem pergunta), pelo menos no meu caso, de tom verdadeiro nada teria. Seria então brincadeira, de quem não teve consciência de perceber que a mesma reduzia ao que de facto sentia em relação ao assunto. Mas o contrário, em verdade, não seria de esperar. Cada um ama como ama e sente como sente. E, por vezes, tais mecanismos nem são conscientes.

Claro que pior ficou quando em jeito provocatório, confesso, contrapunha com um “já é a segunda vez”. Conscientemente, claro.

A reação foi sempre a que esperei. Adjetivos em barda, ilustrando ora suposta estupidez, ou então ato corajoso. Mas inconsciente, diga-se.

Seria contudo injusto de minha parte não vos situar em relação aos interlocutores de tais conversas. Não foram convidados, ou sequer amigos próximos. Pessoas com quem me cruzo esporadicamente e que com quem, eventualmente, terei um amigo ou conhecido em comum.

Ficam então algumas considerações conscientes, socialmente falando:

Quem vai casar poderá não ter consciência do que vai fazer;

É válido perguntar se o anterior se verifica nesse caso concreto;

Ao perguntar tal, inconscientemente, minimiza-se o real valor do sentimento impresso ao ato;

O casamento repousa, conscientemente, numa suspeita de falência eventual;

E quem casa por segunda vez, tem por certo um défice intelectual por diagnosticar; E do mesmo não terá consciência.

 

PS: Aproveito para escrever que estou mesmo muito, muito feliz. Este “enforcado” acredita no amor. E enquanto assim for, os inconscientes serão os outros.

 

Rui Duarte

 

Porto | Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Equipa

> Alexandra Vaz

> Cidália Carvalho

> Ermelinda Macedo

> Fernando Couto

> Inês Ramos

> Jorge Saraiva

> José Azevedo

> Maria João Enes

> Marisa Fernandes

> Rui Duarte

> Sara Silva

> Sónia Abrantes

> Teresa Teixeira

Calendário

Setembro 2015

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Comentários recentes

  • Anónimo

    Reparei...mas não quis reparar... Deixa lá....Bj

  • Anónimo

    Não reparaste na palavra entre parênteses?! ]É uma...

  • Anónimo

    Pois é. Os genes são assim...Bj

  • Anónimo

    Somos irmãs até nestas " piquíces". Os genes e os ...

  • Anónimo

    Uma boa reflexão!Feliz Natal!

Ligações

Candidatos a Articulistas

Amigos do Mil Razões...

Apoio emocional

Promoção da saúde