Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mil Razões...

O quotidiano e a nossa saúde emocional e mental.

O quotidiano e a nossa saúde emocional e mental.

13
Out14

Amor e carinho, q.b. (Receita mágica – 6)

Publicado por Mil Razões...

 

Andava sempre com a cabeça cheia de perguntas. Irrequieto, saltitava sempre entre os adultos e com os seus olhos grandes, que só tem quem é feito de sonhos. Questionava tudo o que não conseguia compreender, ou simplemente, a lógica das coisas do mundo.

Enquanto saboreava a fatia de bolo de laranja da avó Maria, mirava todos os movimentos que a velha senhora fazia na sua lida caseira.

- Vó, como fizeste este bolo? – perguntou curioso.

- Com muito amor e carinho, meu querido! – respondeu a avó com bondade.

- Oh! Não foi isso que perguntei… que tem este bolo? É bom! Hummm! – exclamou.

- Se me perguntas quais os ingredientes, eu posso dizer-te que tem os que vêm na receita: ovos, farinha, açúcar, leite, laranja, manteiga e fermento.

- Se me perguntares, que utensílios usei, posso dizer-te que usei uma batedeira, uma espátula, chávenas, um raspador, colheres e uma forma.

- Se me perguntares que medidas usei para preparar o bolo, posso dizer-te que usei 4 ovos, 300 g de farinha, 200 g de açúcar, 250 ml de leite, 1 laranja e 1 colher de fermento.

- Se me perguntares quanto tempo dispensei para fazer o bolo, posso dizer-te que demorou 3 minutos a ler a receita, 10 minutos a preparar a massa, 45 minutos a cozer no forno.

- Ah, agora já sei como se faz o bolo! Se eu fizer desta forma fica igual ao teu, não é vó?! – interrogou o menino.

- Bem, tecnicamente sim. Se fizeres todos os passos, é provável que fique um bolo de laranja. Mas, não é só com técnica que se faz um bolo. – informou a avó.

- Não?! – exclamou.

- Também é importante como se faz o bolo. Ou seja, com amor e carinho. – Disse-lhe a avó.

- Porquê? – questionou com olhar intrigado.

- Porque é quando te empenhas no que fazes, que consegues ter o melhor sabor, a melhor textura, o melhor aspeto. Porque é quando te dedicas com o coração que estás atento a cada passo, que transmites todo o cuidado, que dás toda a tua energia e que envolves a massa com toda a tua alegria. E tudo isso, resulta depois num bolo especial que ofereces a quem mais gostas. E aí, de certeza, será um bolo maravilhoso. Diferente dos bolos que são resultado apenas da receita. – explicou a avó.

- Por isso é que os teus bolos são sempre os melhores, vó? – sorriu o menino nos seus olhos grandes.

- Se são os melhores não sei, mas todos eles têm esses ingredientes especiais: amor e carinho. – disse a avó, sorrindo.

- Vó, para conseguir ser como tu, é só preciso amor e carinho? – perguntou, fisgando a avó com o olhar.

- Para Ser não há receitas mágicas. Cada um é como é. Para seres o melhor que podes ser na tua vida, nunca deves esquecer que na tua receita deve haver sempre um ingrediente só teu. Porque ninguém é igual a ninguém. – disse a avó.

- E assim serei feliz? – perguntou.

- Tenho a certeza que serás, se colocares amor e carinho em tudo o que fazes. Porque isso faz parte de seguir o coração quando as tuas perguntas te incomodarem. Aí, saberás as respostas para as tuas dúvidas. E, nessas alturas, perceberás que não há receitas mágicas para os desafios da vida. Mas, graças a essa vozinha que vive dentro de ti, se a seguires, a tua vida poderá transformar-se em algo, verdadeiramente, mágico. E, cada momento será tão delicioso, como é para ti essa fatia de bolo. – respondeu docemente a avó.

- Mas, quanto amor e carinho, avó? – perguntou.

- Q.b., meu amor. – sussurou a avó.

- Q.b.?! o que é isso? – exclamou.

- A quantidade exata que sentirás, em cada momento, ser a certa para usar. Só tu poderás saber. Será a teu gosto. E, será, quanto te bastará!

 

Cecília Pinto

 

Porto | Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Equipa

> Alexandra Vaz

> Cidália Carvalho

> Ermelinda Macedo

> Fernando Couto

> Helena Rosa

> Inês Ramos

> Jorge Saraiva

> José Azevedo

> Maria João Enes

> Marisa Fernandes

> Rui Duarte

> Sandra Pinto

> Sara Silva

> Sónia Abrantes

> Teresa Teixeira

Calendário

Outubro 2014

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Comentários recentes

  • alguém

    " há duas razões para não termos confiança nas pes...

  • Anónimo

    Olá, Boa tarde.Gostei muito deste artigo.Rebeca Ma...

  • Anónimo

    M. Teixeira, a sabedoria está em encontrar o ponto...

  • Anónimo

    O que é muito significativo - quando se perde a Co...

  • Anónimo

    Socorro-me da sabedoria popular : cautelas e caldo...

Ligações

Candidatos a Articulistas

Amigos do Mil Razões...

Apoio emocional

Promoção da saúde