Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mil Razões...

O quotidiano e a nossa saúde emocional e mental.

O quotidiano e a nossa saúde emocional e mental.

Destaque

Amigos do Ziki - Uma ferramenta para o pré-escolar.

25
Set09

Muito riso

Publicado por Mil Razões...

 

 

Rir…

Rir à gargalhada, rir até perder o fôlego.
Deixarmo-nos invadir por um dos melhores remédios - rir: até chorar, até deixar de sentir os músculos, até perder a noção do ridículo!
Sentir todo o corpo a dançar ao som das melodiosas e infindáveis gargalhadas! Deixar as endorfinas invadir a nossa mente e ficarmos completamente inebriados.
Rir de nós próprios, com os outros e sobre os outros.
Soltar sons, como pássaros que anunciam a primavera, dar a conhecer o nosso contentamento, a nossa alegria ou a nossa momentânea euforia.
Rir…
Rir porque sentimos o sabor da vitória, encontramos alguém especial, ou porque perdemos um vício!
Rir para celebrar a vida e cada minuto da nossa existência, para festejar o que de muito ou pouco um dia nos traz.
Mas rir, sorrir e sentir que o universo se ilumina quando nos rimos. Saber que o mundo se transforma quando as nossas gargalhadas invadem os espaços, vazios ou cheios, pequenos ou grandes.
Rir porque se despertou do coma! Deixar que as piadas e com as piadas nos façam sentir a vida a percorrer nas nossas veias.
Rir faz bem! Rir cura! Rir é necessário para manter o equilíbrio mental! Rir protege-nos de envelhecer e de ser amargo!
Rir alto, tão alto para que nunca possamos esquecer que o riso é uma das melhores coisas da vida!
E nunca, nunca parar de rir mesmo quando a vontade não exista ou tenha desaparecido.
Riam - é gratuito, não dói e sabe tão bem.

Susana Cabral
 

Porto | PORTUGAL

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Equipa

Alexandra Vaz

Ana Martins

Cidália Carvalho

Ermelinda Macedo

Fernando Couto

Jorge Saraiva

José Azevedo

Landa Cortez

Leticia Silva

Rui Duarte

Sandra Pinto

Sandra Sousa

Sara Almeida

Sara Silva

Sónia Abrantes

Tayhta Visinho

Teresa Teixeira

Calendário

Setembro 2017

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Comentários recentes

  • Anónimo

    estou me sentido muito mal com td isso parece que ...

  • Fernando Couto

    Como se não nos bastassem os pesadelos criados pel...

  • marta

    ...e o pesadelo continua...

  • marta

    Uma pintura para a compaixão que este texto merece...

  • marta

    Um texto verdadeiramente Verdade...obrigada....e e...

Links

Amigos do Mil Razões...

Apoio emocional

Promoção da saúde