Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mil Razões...

O quotidiano e a nossa saúde emocional e mental.

O quotidiano e a nossa saúde emocional e mental.

Destaque

Amigos do Ziki - Uma ferramenta para o pré-escolar.

15
Mar17

O grito do Senhor Silêncio (Grito – 10)

Publicado por Mil Razões...

Reading-Unsplash.jpg

Foto: Reading - Unsplash

 

Diariamente, cumpria com minúcia a sua rotina. Acordava, aprumava-se com o seu fato bem passado e asseado, alimentava os peixes do aquário e saía para o trabalho rotineiro no escritório de contabilidade. Durante o dia, raramente levantava os olhos da secretária. Abstraído no seu trabalho, nem reparava nos colegas, aliás estes nunca lhe ouviram uma palavra sequer! À hora marcada saía e regressava a casa para mergulhar nos seus livros, ou então ocupava o tempo a pesquisar e comprar novos livros online. Repetiu todo este ciclo de rotinas anos e anos.

 

Naquele dia, enquanto tomava o seu café na pausa da manhã,  percebeu que os colegas falavam dele, que o achavam estranho e desinteressante, alguns sentiam até medo dele, temendo que fosse um gélido psicopata. Mas o maior choque foi o dar-se conta do nome que lhe chamavam: o Senhor Silêncio! Para eles, silêncio era algo oco, insípido, sem vida. Perguntou-se o que é o silêncio? O silêncio é o som inaudível! O seu silêncio era cheio de vida, um turbilhão de ideias, desejos, pensamentos, sons e movimentos agrilhoados dentro de si, querendo explodir!

 

Nessa tarde, saiu mais cedo do trabalho e dirigiu-se ao ponto mais alto da sua ilha, uma bela escarpa sobre o oceano. Nunca tinha visitado aquele local e, por entre as árvores, subiu a escarpa até atingir o seu limite. Contemplou maravilhado toda a extensão daquele mar de um azul intenso que se dissolvia na suavidade do azul do céu. Subitamente, um borbulhar de movimentos dentro do seu peito deflagrou num potente, prolongado e lancinante grito que rasgou os céus. Aves esvoaçaram precipitadamente sobre as árvores, o mar agitou-se desenhando ondas gigantes que se desfizeram na escarpa. Liberto de todo um mundo paralelo, encarcerado dentro de si, desceu a escarpa cantando alegremente em direção à povoação.

 

Tayhta Visinho

 

Porto | PORTUGAL

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Recomendamos | Filmes

 

 

 

 

Equipa

Alexandra Vaz

Ana Martins

Cidália Carvalho

Ermelinda Macedo

Estefânia Sousa Martins

Fernando Couto

Fernando Lima

Jorge Saraiva

José Azevedo

Landa Cortez

Leticia Silva

Rui Duarte

Sandra Pinto

Sandra Sousa

Sara Almeida

Sara Silva

Sónia Abrantes

Tayhta Visinho

Teresa Teixeira

Vanessa Santana

Calendário

Março 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Comentários recentes

Links

Amigos do Mil Razões...

Apoio emocional

Promoção da saúde