Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mil Razões...

O quotidiano e a nossa saúde emocional e mental.

O quotidiano e a nossa saúde emocional e mental.

Destaque

Amigos do Ziki - Uma ferramenta para o pré-escolar.

24
Fev17

O efeito libertador do grito (Grito – 4)

Publicado por Mil Razões...

Pissed-off-Macmao.jpg

Foto: Pissed-off - Macmao

 

Os gritos podem ser emitidos por razões diferentes, sendo certo que contêm sempre um fundo de sobrecarga emocional. Não será excessivo afirmar que há gritos para todos os gostos e desgostos, como se apercebe no dia-a-dia. Em gritos exprimimos muitas das nossas emoções positivas ou negativas; com gritos espantamos as nossas sensações; em gritos evitamos que o silêncio nos consuma; com gritos podemos afastar certos perigos. O grito pode afinal ter um efeito libertador do espírito e da mente. Mesmo nos animais, também eles, irracionais como são, perante um perigo iminente e quando vítimas de sofrimento físico, emitem gritos dilacerantes. Mas o grito é da essência do ser humano, pois só ele, ao emitir gritos, desabafa as suas emoções de medo, de angústia, de pânico e frustração em certos momentos da sua vida.

 

Nem sempre, porém, o grito encerrará uma carga negativa, como acontece em momentos de alegria, de euforia e de contentamento ou deslumbramento, com significado de vitória, cujas emoções excessivas e incontidas, desencadeiam gritos de gáudio e de satisfação desmedida. Com o grito se descarrega, pois, toda a carga emotiva perturbadora que provém do fundo da alma, cujo movimento interior nos pode levar a fazer ou deixar de fazer algo de importante como sinal de vida intensa.   

 

José Azevedo

 

1 Comentário

Comentar Artigo

Porto | PORTUGAL

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Equipa

Alexandra Vaz

Ana Martins

Cidália Carvalho

Ermelinda Macedo

Fernando Couto

Jorge Saraiva

José Azevedo

Landa Cortez

Leticia Silva

Rui Duarte

Sandra Pinto

Sandra Sousa

Sara Almeida

Sara Silva

Sónia Abrantes

Tayhta Visinho

Teresa Teixeira

Vanessa Santana

Calendário

Fevereiro 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Comentários recentes

  • Teresa Teixeira

    Marta. Esse seu comentário foi tão ao fundo da rev...

  • Aldina

    "Se é forçoso estar oculto, aspira-se a que nos de...

  • marta

    Os lábios da Sabedoria estão fechados, excepto aos...

  • Samuel

    … "não me coube em herança qualquer Deus, nem pont...

  • Cidália Carvalho

    Brutalmente fantástico!

Links

Amigos do Mil Razões...

Apoio emocional

Promoção da saúde