Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mil Razões...

O quotidiano e a nossa saúde emocional e mental.

O quotidiano e a nossa saúde emocional e mental.

Destaque

Amigos do Ziki - Uma ferramenta para o pré-escolar.

30
Set15

O desafio libelinha (Consciência – 20)

Publicado por Mil Razões...

MacroDragonfly-PetrKratochvil.jpg

Foto: Macro Dragonfly – Petr Kratochvil

 

Abri a caixa esquecida num recanto da sala e descobri a antiga máquina fotográfica com que o pai registava os momentos importantes da família. Peguei nela e rodo a sua objetiva, comecei a focar a sala. A objetiva parou numa pequena foto pendurada na parede. Fiz uma focagem meticulosa e apercebi-me que era uma foto minha, de adolescente. Nunca tinha reparado naquela foto ao longo dos anos. E ela esteve sempre ali, pendurada, à vista de todos. Foi preciso focá-la com a máquina fotográfica para reparar nela e tomar consciência que ela existiu sempre ali.

Intrigou-me como não temos consciência das coisas, das situações que vivemos, apesar de tudo se passar em frente a nós. Olhamos, mas não vemos. Não é um olhar qualquer! É um olhar com atenção, com curiosidade e intenção que nos faz ver, nos faz focar e aí sim, reparamos, vemos e tomamos consciência. Fiquei consciente que para se ter consciência da realidade é preciso olhar para ela com atenção, focar cada detalhe e compreender o significado de cada um deles.

Como tudo seria mais fácil se eu tivesse consciência de todos os momentos da minha vida, consciência de mim, de quem sou, de como sou! Mas para isso eu precisaria de ter sempre o foco virado para mim e para o que se passa à minha volta. Se os meus olhos pudessem rodar e focar para dentro de mim, eu seria conhecedora de todas as transformações que se operam no meu interior. Lembrei-me das libelinhas que têm uma visão de 360º, conseguindo ver tudo o que se passa à sua volta.

Criei para mim o desafio libelinha! Todas as noites, antes de dormir, passei a focar com atenção todos os acontecimentos desse dia, observando-os em detalhe, analisando-os com curiosidade, esforçando-me por compreender o significado de cada acontecimento. Como num ritual diário, passei a observar o que cada acontecimento do dia desencadeava em mim e comecei a ter consciência do que sentia dentro de mim. Com o tempo fui percebendo que me tornei mais confiante e verdadeira comigo mesma. Com o olhar de libelinha, passei a conhecer-me melhor, a ter plena consciência de quem sou, do que sinto e do que quero para mim. Percebi que ser consciente é estar atento, é ter uma atenção focada e observar para compreender.

 

Tayhta Visinho

 

Porto | PORTUGAL

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Equipa

Alexandra Vaz

Ana Martins

Cidália Carvalho

Ermelinda Macedo

Fernando Couto

Jorge Saraiva

José Azevedo

Landa Cortez

Leticia Silva

Rui Duarte

Sandra Pinto

Sandra Sousa

Sara Almeida

Sara Silva

Sónia Abrantes

Tayhta Visinho

Teresa Teixeira

Calendário

Setembro 2015

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Comentários recentes

  • Anónimo

    estou me sentido muito mal com td isso parece que ...

  • Fernando Couto

    Como se não nos bastassem os pesadelos criados pel...

  • marta

    ...e o pesadelo continua...

  • marta

    Uma pintura para a compaixão que este texto merece...

  • marta

    Um texto verdadeiramente Verdade...obrigada....e e...

Links

Amigos do Mil Razões...

Apoio emocional

Promoção da saúde