Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mil Razões...

O quotidiano e a nossa saúde emocional e mental.

O quotidiano e a nossa saúde emocional e mental.

20
Fev15

Marido da Sr.ª Professora (Profissão – 3)

Publicado por Mil Razões...

MafaldaQuino.jpg

 

O pai despede-se da menina com um beijo. É aprumado e elegante, a gabardina e a pasta dão-lhe um ar executivo, bem posicionado na vida. É um homem com muita energia e dinamismo, este que sai de casa para o emprego. Regressará umas horas mais tarde, bastantes, na visão de criança, e voltará a dar um beijo à menina. Vem cansado, sem o aprumo nem a energia com que saiu e o beijo não é caloroso. A menina, que é muito observadora, ao vê-lo com os ombros caídos contesta por todos os dias dar um pai ao trabalho e o trabalho devolver-lhe aquilo.

E a profissão não nos rouba só a energia, como no caso retratado, rouba-nos também a identidade. Sobrepõe-se ao nome dos indivíduos que passam a ser conhecidos pelo Sr. Engenheiro, a Sr.ª Enfermeira, o eletricista, o canalizador – exemplificar é muito redutor uma vez que a identidade do individuo é engolida em todas as profissões.

Apesar deste efeito devastador, tão bem retratado pelo Quino e protagonizado pela Mafaldinha, todas as pessoas têm uma profissão, ou deveriam ter, porque ter uma profissão é estar capacitado para desempenhar um papel no desenvolvimento da sociedade. Desde pequenos que somos preparados para termos uma profissão. Observam-nos as tendências e talentos e emitem um parecer – tens jeito para isso – e ditam-nos o destino - tens que pôr em prática esse teu jeito. Auscultam-nos a vontade – o que queres ser quando fores grande?

Ter profissão é muito mais ou muito menos, como queiramos, do que fazer alguma coisa ou ter uma ocupação. Diz-se daqueles que não têm emprego, que a profissão é, “desempregado”.

Mas a profissão também nos dá coisas, por exemplo, estatuto. Pelo menos assim pensava o Sr. José. Quando tinha que preencher algum documento, no campo da profissão escrevia com orgulho, marido da Sr.ª Professora.

 

Cidália Carvalho

 

Porto | PORTUGAL

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Equipa

>Alexandra Vaz

>Ana Martins

>Cidália Carvalho

>Ermelinda Macedo

>Fernando Couto

>Jorge Saraiva

>José Azevedo

>Leticia Silva

>Maria João Enes

>Rui Duarte

>Sandra Pinto

>Sandra Sousa

>Sara Almeida

>Sara Silva

>Sónia Abrantes

>Teresa Teixeira

Calendário

Fevereiro 2015

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Comentários recentes

Links

Amigos do Mil Razões...

Apoio emocional

Promoção da saúde