Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mil Razões...

O quotidiano e a nossa saúde emocional e mental.

O quotidiano e a nossa saúde emocional e mental.

Destaque

Amigos do Ziki - Uma ferramenta para o pré-escolar.

26
Out16

Dois mundos (Herança - 9

Publicado por Mil Razões...

Mom-Unsplash.jpg

Foto: Mom - Unsplash

 

Quando saímos com os nossos pais, é frequente cruzarmos caminho com pessoas que já não encontramos há algum tempo. E passamos todos pelo mesmo: paramos para duas de treta e cria-se ali aquela conversa de circunstância, sem mais nem porquê, que passo a descrever:

 

(depois de sabermos como a pessoa está e como vai a vida)

- É a tua filha?

- É, sim.

- Que idade é que tem?

E a filha atira um número com prontidão, ao que o senhor/a responde:

- Ai está tão crescida! Como o tempo passa…

- O tempo passa por nós, também passa por eles.

- Ainda me lembro dela pequenina, quando a levavas a x sítio. É a cara chapada do pai, não é?

- Não há consenso: alguns acham mais parecida com o pai, outros mais parecida comigo (mãe).

- Ai não! É pai! É igualzinha ao pai!

 

Invariavelmente a conversa é sempre a mesma, apenas muda o interlocutor com quem nos cruzamos. E no decorrer da conversa nós, filhos, ficamos com aquela cara sem graça a achar que temos o dom da invisibilidade, qual manto do Harry Potter, pois travam aquela conversa como se não estivéssemos presentes.

As opiniões divergem e, sinceramente e fisicamente falando, não me acho parecida nem com o meu pai, nem com a minha mãe. Reconheço em mim (e aprecio até!) pequenas caraterísticas físicas de um e de outro, mas a herança genética não é algo que tenha demasiada importância. (Lembro-me de quando era mais nova questionar se seria adotada! Parvoíces!) Passaram anos: mudei, obviamente; apesar de a imagem do espelho não me apresentar, ou de não fazer notar aos meus olhos, as diferenças entre eles.

Não sei quanto de mim veio do meu eu, da minha essência; em igual dúvida, não sei quanto de mim foi herdado dos meus pais e avô. Reconheço-me na família Ribeiro tanto quanto da família Sousa, mas de diferentes formas.

Vejo em mim a força, o sentido prático, a determinação, a perseverança e o sentido de humor (e a gargalhada) da minha mãe; revejo, como que refletido no espelho, a sensibilidade, a bondade, o lado afetivo e a capacidade de sonhar do meu pai. E a teimosia e “resmunguice” de ambos! A timidez, agora que penso nisso, veio mesmo de mim.

Como essas caraterísticas coexistem? Lamento, não sei também! Talvez entrem em conflito, não raras vezes; ou talvez tenha herdado o melhor de dois mundos. Os meus dois mundos. E é essa a minha maior e melhor herança: os meus dois mundos!

 

Sandra Sousa

 

Porto | PORTUGAL

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Equipa

Alexandra Vaz

Ana Martins

Cidália Carvalho

Ermelinda Macedo

Fernando Couto

Jorge Saraiva

José Azevedo

Landa Cortez

Leticia Silva

Rui Duarte

Sandra Pinto

Sandra Sousa

Sara Almeida

Sara Silva

Sónia Abrantes

Tayhta Visinho

Teresa Teixeira

Calendário

Outubro 2016

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Comentários recentes

  • Sandra Pereira E Pinto

    Concordo plenamente com a frase em que diz que tod...

  • Anónimo

    Só quem vive com essas diferenças sabe dar valor e...

  • sandra

    Anotação Não te aproximes demasiadodeixa espaço pa...

  • Mil Razões...

    Quando nos sentimos mal, física ou emocionalmente,...

  • Anónimo

    estou me sentido muito mal com td isso parece que ...

Links

Amigos do Mil Razões...

Apoio emocional

Promoção da saúde