Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mil Razões...

O quotidiano e a nossa saúde emocional e mental.

O quotidiano e a nossa saúde emocional e mental.

Destaque

Amigos do Ziki - Uma ferramenta para o pré-escolar.

19
Mar10

Ser, estar e saber (Vida em Sociedade - 5)

Publicado por Mil Razões...

 

“Os jovens conhecem cada vez mais o mundo em que estão, mas não sabem quase nada sobre o mundo que são.” (Augusto Cury)
 
A Educação é um dos pilares fundamentais da Sociedade. Esta deveria ser tratada e cuidada com a máxima atenção, ponderação e consciência. É com base na educação oferecida hoje que o amanhã poderá ser proveitoso ou, simplesmente, desperdiçado.
Desde o nascimento que o ser humano começa a ser educado, primeiro pelos pais e familiares, depois pela escola e outros círculos sociais onde a criança se encontra inserida. É sobre esta educação escolar que discorrerei os meus pensamentos.
 
De uma educação mais informal onde as únicas aprendizagens que tínhamos seriam as ensinadas e contadas pelos nossos familiares, e das nossas experiências, para uma educação formal, escolar e em sociedade, onde o papel do professor é fundamental para a aquisição das informações, como do saber ser e pensar.
A educação escolar em constantes mudanças… Dizem que agora se encontra em crise… Resta saber se desta crise nascerá uma nova mudança para melhor. Tenho esperança.
No meu tempo, o professor era o substituto dos pais na nossa educação. O respeito por esta classe era-nos incutido desde pequeninos. E se as reguadas ou outros castigos similares existiam, era porque nós os merecíamos. Não passaria pela cabeças dos pais discutirem ou desautorizarem aqueles que nos ensinavam, pois para além de nos passarem toda a informação necessária para o nosso crescimento, também nos ajudavam a saber ser e estar em turma, em sociedade.
 
O que se observa hoje em dia é o crescente desrespeito pela classe dos professores, assim como à culpabilização destes por falhas observadas no desenvolvimento das crianças. Mas não será culpa dos pais, que não lhes dão a autoridade necessária para educar e que, ainda por cima, pouco tempo têm para o fazerem com a profundidade necessária? Não sei… Acho que culpabilizar os pais ou os professores por tudo aquilo que está errado, não levará a lado algum. O importante seria unir forças para que realmente as nossas crianças tivessem um acesso à verdadeira educação do saber ser, saber pensar… antes do simples saber.
 

Ana Lua

 

5 Comentários

Comentar Artigo

Porto | PORTUGAL

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Equipa

Alexandra Vaz

Ana Martins

Cidália Carvalho

Ermelinda Macedo

Fernando Couto

Jorge Saraiva

José Azevedo

Landa Cortez

Leticia Silva

Rui Duarte

Sandra Pinto

Sandra Sousa

Sara Almeida

Sara Silva

Sónia Abrantes

Tayhta Visinho

Teresa Teixeira

Vanessa Santana

Calendário

Março 2010

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Comentários recentes

  • Fernando Couto

    Como se não nos bastassem os pesadelos criados pel...

  • marta

    ...e o pesadelo continua...

  • marta

    Uma pintura para a compaixão que este texto merece...

  • marta

    Um texto verdadeiramente Verdade...obrigada....e e...

  • Anónimo

    Oh, minha querida. Nunca saberei a dimensão da tua...

Links

Amigos do Mil Razões...

Apoio emocional

Promoção da saúde