Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mil Razões...

O quotidiano e a nossa saúde emocional e mental.

O quotidiano e a nossa saúde emocional e mental.

29
Mai17

4’ 33’’ (Silêncio – 6)

Publicado por Mil Razões...

Guitar - LorriLang.jpg

Foto: Guitar – Lorri Lang

 

“A natureza tem horror ao vazio”.

Conhecemos o dito, compreendêmo-lo, aceitamo-lo e conseguimos dar um par de exemplos, com relativa facilidade, comprovativos em abono da tese. No entanto a ciência vai afunilando o caminho e aponta cada vez mais firmemente para que afinal o vazio não existe. Vazio no sentido de vácuo, nada.

 

O silêncio é, assim, algo para além da ausência de som. Existe, tem conteúdo, significado próprio. É mesmo uma forma de expressão. É a possibilidade de dizer o indizível, acompanhado de um gesto, de um olhar, de sublinhar ou acentuar as palavras ditas. Também de as contrariar. De as aceitar, como quem cala.

Vazio, o silêncio? Pode ser a maneira inteligente de evitar uma discussão estéril, de dar sentido e importância ao que os outros, o mundo, nos diz.

O silêncio permite ouvir, pensar, escutar, perceber e compreender. É enriquecedor na exata medida em que nos permite ser recetores. [Sim, o silêncio como opção, ato de vontade, determinado. Não como recurso pusilânime, falso e cobarde.]

Por mais versáteis e ágeis que sejamos, como pensar, ponderar, meditar sem silêncio? E a música, a arte dos sons, como poderá ser ouvida, como sentir o ritmo, a melodia, a harmonia, a estridência, o sussurro e o grito, se não houver silêncio a envolver as notas?

O silêncio, tantas vezes, é medonho e compele-nos a afogá-lo. Refugiamo-nos no ruído e evitamos pensar nisso, naquilo que era mesmo importante.

 

Na verdade, sem silêncio, como ouvir, como ouvir-nos?

 

Jorge Saraiva

 

Porto | PORTUGAL

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Equipa

> Alexandra Vaz

> Cidália Carvalho

> Ermelinda Macedo

> Fernando Couto

> Helena Rosa

> Jorge Saraiva

> José Azevedo

> Maria João Enes

> Miriam Pacheco

> Rui Duarte

> Sandra Pinto

> Sara Silva

> Sónia Abrantes

> Teresa Teixeira

Calendário

Maio 2017

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Comentários recentes

  • Anónimo

    sabe o que mais gosto é viver a vida com plenitud...

  • Anónimo

    Uma outra leitura, numa outra oitava, do mesmo art...

  • Anónimo

    ...estamos a ficar cegos para o amor...

  • Teresa Teixeira

    :)OS TEUS OLHOS SÃO MAIS VERDES QUANDO CHORASOs te...

  • Teresa Teixeira

    Um abraço e um brilho.

Ligações

Candidatos a Articulistas

Amigos do Mil Razões...

Apoio emocional

Promoção da saúde