Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mil Razões...

O quotidiano e a nossa saúde emocional e mental.

O quotidiano e a nossa saúde emocional e mental.

Destaque

Amigos do Ziki - Uma ferramenta para o pré-escolar.

29
Mai17

4’ 33’’ (Silêncio – 6)

Publicado por Mil Razões...

Guitar - LorriLang.jpg

Foto: Guitar – Lorri Lang

 

“A natureza tem horror ao vazio”.

Conhecemos o dito, compreendêmo-lo, aceitamo-lo e conseguimos dar um par de exemplos, com relativa facilidade, comprovativos em abono da tese. No entanto a ciência vai afunilando o caminho e aponta cada vez mais firmemente para que afinal o vazio não existe. Vazio no sentido de vácuo, nada.

 

O silêncio é, assim, algo para além da ausência de som. Existe, tem conteúdo, significado próprio. É mesmo uma forma de expressão. É a possibilidade de dizer o indizível, acompanhado de um gesto, de um olhar, de sublinhar ou acentuar as palavras ditas. Também de as contrariar. De as aceitar, como quem cala.

Vazio, o silêncio? Pode ser a maneira inteligente de evitar uma discussão estéril, de dar sentido e importância ao que os outros, o mundo, nos diz.

O silêncio permite ouvir, pensar, escutar, perceber e compreender. É enriquecedor na exata medida em que nos permite ser recetores. [Sim, o silêncio como opção, ato de vontade, determinado. Não como recurso pusilânime, falso e cobarde.]

Por mais versáteis e ágeis que sejamos, como pensar, ponderar, meditar sem silêncio? E a música, a arte dos sons, como poderá ser ouvida, como sentir o ritmo, a melodia, a harmonia, a estridência, o sussurro e o grito, se não houver silêncio a envolver as notas?

O silêncio, tantas vezes, é medonho e compele-nos a afogá-lo. Refugiamo-nos no ruído e evitamos pensar nisso, naquilo que era mesmo importante.

 

Na verdade, sem silêncio, como ouvir, como ouvir-nos?

 

Jorge Saraiva

 

Porto | PORTUGAL

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Equipa

Alexandra Vaz

Ana Martins

Cidália Carvalho

Ermelinda Macedo

Fernando Couto

Jorge Saraiva

José Azevedo

Landa Cortez

Leticia Silva

Rui Duarte

Sandra Pinto

Sandra Sousa

Sara Almeida

Sara Silva

Sónia Abrantes

Tayhta Visinho

Teresa Teixeira

Calendário

Maio 2017

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Comentários recentes

  • Anónimo

    Querida Cidália, grata pelo teu tempo e pelas tuas...

  • Cidália Carvalho

    Apenas para me identificar no comentário anterior ...

  • Anónimo

    Mais um belíssimo texto, escrito com a mestria de ...

  • Sandra Pereira E Pinto

    Concordo plenamente com a frase em que diz que tod...

  • Anónimo

    Só quem vive com essas diferenças sabe dar valor e...

Links

Amigos do Mil Razões...

Apoio emocional

Promoção da saúde