Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mil Razões...

O quotidiano e a nossa saúde emocional e mental.

O quotidiano e a nossa saúde emocional e mental.

Destaque

Amigos do Ziki - Uma ferramenta para o pré-escolar.

05
Jan10

Da posse à partilha (Família – 1)

Publicado por Mil Razões...

 

 

Primitivamente, a família aparece para assegurar a herança dos bens dentro do mesmo grupo de pessoas.
Família é, historicamente e na cultura ocidental, um grupo de pessoas do mesmo sangue.
Mas a família tem vindo a transformar-se e está longe da visão materialista primitiva e do simples conceito de consanguinidade.
As mudanças religiosas, os factores económicos e socioculturais, transformaram-na e, hoje, o papel da família vai muito para além da defesa da propriedade privada e da estrutura inicial de pai, mãe, filhos e irmãos.
A família como agregação social não obedece a um único padrão pelo que fará mais sentido falar em famílias, no plural.
 
Hoje, compete aos membros de cada família responder às mudanças internas e externas, criando, dentro do grupo, condições de protecção psico-social dos membros, assimilar uma cultura e assegurar a sua transmissão. Esta dupla função, de dar e receber dos seus membros e da sociedade, é tanto mais bem conseguida quanto mais estruturada for e mais definidos estiverem os papeis de cada elemento, funções que têm que ser atribuídas com base no diálogo, franqueza e respeito mútuo pela individualidade de cada um.
Só com estes ingredientes se pode estabelecer uma relação de partilha, não de posse, que permita transformar a família num núcleo gerador de afectos, onde os seus membros se sintam seguros satisfeitos e úteis.
 
Cidália Carvalho
 

2 Comentários

Comentar Artigo

Porto | PORTUGAL

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Equipa

Alexandra Vaz

Ana Martins

Cidália Carvalho

Ermelinda Macedo

Fernando Couto

Jorge Saraiva

José Azevedo

Landa Cortez

Leticia Silva

Rui Duarte

Sandra Pinto

Sandra Sousa

Sara Almeida

Sara Silva

Sónia Abrantes

Tayhta Visinho

Teresa Teixeira

Calendário

Janeiro 2010

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Comentários recentes

  • Anónimo

    estou me sentido muito mal com td isso parece que ...

  • Fernando Couto

    Como se não nos bastassem os pesadelos criados pel...

  • marta

    ...e o pesadelo continua...

  • marta

    Uma pintura para a compaixão que este texto merece...

  • marta

    Um texto verdadeiramente Verdade...obrigada....e e...

Links

Amigos do Mil Razões...

Apoio emocional

Promoção da saúde