Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mil Razões...

O quotidiano e a nossa saúde emocional e mental.

O quotidiano e a nossa saúde emocional e mental.

06
Ago14

A anuência com a marginalidade (Delinquência – 16)

Publicado por Mil Razões...

 

Podemos encarar o problema da delinquência de duas maneiras: como forma de expressão ou o resultado da incapacidade de controlar impulsos mais instintivos. Dentro desta visão, a delinquência suscita-nos uma certa compreensibilidade, derivada do entendimento da natureza mais animal do ser humano, mas também de uma criatividade esboçante de querer ir além, da qual origina a transgressão.

O comportamento criminoso pode iniciar cedo na vida ou ser potenciado mais tarde, dentro de um contexto que expõe as fragilidades éticas do indivíduo. Seja de que modo for, há sempre uma interação entre a vulnerabilidade do outsider e a efervescência do meio envolvente.

A profilaxia de uma problemática como a delinquência deveria ser um esforço coletivo de reeducação da própria sociedade, sendo certa, contudo, as suas próprias limitações. Não podemos esquecer a grande correlação que existe entre a delinquência e as condições socioeconómicas precárias. A pobreza, fruto de políticas injustas e ultrapassadas, é talvez o maior crime a ocorrer em pleno século XXI. Qual percentagem de responsabilidade deve ser imputada a um jovem, cuja realidade sempre foi de carência, falta de afetividade, falta de incentivo a uma melhoria de vida, violência?

Podemos, individualmente, não ter cognição sobre a nossa contribuição na construção de um mundo melhor. Mas, a partir do momento em que começamos a eliminar os subtis comportamentos de esquiva do núcleo da nossa personalidade, começaremos a resgatar os outros, e a nós mesmos, da marginalidade afetiva, dando bons exemplos e tecendo a teia da reconstrução da dignidade societária.

Tanto mais desenvolvido um país, quanto melhor for a sua educação. Não é só preciso toda uma aldeia para criar uma criança. É também precisa toda uma sociedade para encontrar respostas aos problemas sociais emergentes.

 

Marta Silva

 

Porto | PORTUGAL

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Equipa

> Alexandra Vaz

> Ana Bessa Martins

> Cidália Carvalho

> Ermelinda Macedo

> Fernando Couto

> Jorge Saraiva

> José Azevedo

> Leticia Silva

> Maria João Enes

> Miriam Pacheco

> Rui Duarte

> Sandra Pinto

> Sara Silva

> Sónia Abrantes

> Teresa Teixeira

Calendário

Agosto 2014

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Comentários recentes

  • Anónimo

    Obrigada pelo seu contributo nesta empreitada de d...

  • Anónimo

    Uma pincelada de amarelo, pelo respeito de quem de...

  • Anónimo

    Mais um texto que mexeu comigo. Maravilhoso. Obrig...

  • Mil Razões...

    As redes sociais não são uma ajuda clínica. Quando...

  • Anónimo

    Tem algum grupo em alguma rede social para acabar ...

Links

Amigos do Mil Razões...

Apoio emocional

Promoção da saúde