Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mil Razões...

O quotidiano e a nossa saúde emocional e mental.

O quotidiano e a nossa saúde emocional e mental.

Destaque

Amigos do Ziki - Uma ferramenta para o pré-escolar.

27
Jan12

Norte ou Sul? (Resoluções – 8)

Publicado por Mil Razões...

 

Já são onze e quinze… Tenho de ir para casa. Mas ainda não me apetece ir para casa. Fico mais um pouco, ou vou embora? Mas se for, vou para onde? Mais um cigarrito e pode ser que aquela rapariga olhe para mim. É bem bonita. Mas não olha para mim. Nunca olham para mim. Mas se olhar, de nada adianta. Se olhar, o que é que eu faço? Não sei o que faça. Bom mesmo, seria eu conseguir falar com ela. Mas isso é impossível. O que lhe diria? Engasgar-me-ia todo. Ela podia vir falar comigo, seria mais fácil… Está frio. Apetece-me enroscar na cama e adormecer. Mas não me apetece ir para casa. Eu deveria ir para casa. Amanhã tenho de acordar cedo para ir trabalhar. As férias acabaram. O que era bom acabou. Bom? Seria bom se eu tivesse feito alguma coisa nas férias. Duas semanas de férias, e nada fiz. Há duas semanas estava cheio de ideias. Ir para algum lado, estar fora do meu mundo de todos os dias. E comprar roupa. Umas camisas, umas calças. Talvez uns sapatos; também preciso. Mas para onde ir? Para Norte ou para Sul. Para Norte está mais frio e eu gosto de frio. Para Sul tem mais Sol e eu gosto de Sol. Frio ou Sol? Como decidir? E a roupa? E se em vez de camisas, comprasse camisolas? E que calças comprar? Jeans, ou mais formais? E onde comprar? Posso fazer más compras se não escolher bem. Aquele amigo do meu colega, no outro dia, disse que havia uma loja onde se comprava bem e em conta. Mas onde era? Já não me lembro… Lá é que seria bom para eu comprar. Mas não sei onde é. E amanhã vou ter de levar aquelas calças outra vez. Os meus colegas vão voltar a gozar comigo: então!? continuas com essas calças coladas às pernas? Olha que ainda caiem de podres… Porque não se metem na vida deles e me deixam em paz? Estão todos bem na vida, na casinha deles, com mulher e filhos. Eu também gostaria… Sortudos. Eu, se quisesse, também poderia ter uma casa minha. E quero. Mas como será melhor? Arrendo ou compro. Arrendar tem vantagens. Comprar também tem. O que devo fazer? Sei lá… E se depois me arrependo? Uma casa não é coisa que se encare com ânimo leve. Eu não sou nenhum leviano. Convém ponderar, com calma, com tempo. Tudo tem o seu tempo. Há cinco anos que pondero essa coisa da casa. Para outra pessoa pode parecer muito, mas eu acho que a coisa é séria e tem de ser bem pensada. Ela está a levantar-se. Vai embora. É bonita e tem um corpo bem feito. Gosto. Olha para mim, olha para mim… Se olhar para mim, poderá ser um sinal. Olha para mim… Não olhou. Talvez tenha sido melhor assim. É, foi melhor assim. Deveria ser uma empertigada, cheia de esquisitices e eu não gosto disso. São todas umas empertigadas. Porque é que as mulheres, se simpatizam – vá lá – se gostam de um homem, não tomam a iniciativa? Porque têm de ser os homens a fazer tudo? Ainda falam de igualdade… Quando eu tiver a minha casa, aí sim, já poderei meter conversa com uma mulher e se me agradar, já poderei convidá-la para casa. Essas coisas são importantes. Nada de pressas, cada coisa no seu tempo e no seu lugar. Talvez compre… Não, não, talvez seja melhor arrendar. E qual será o melhor lugar? Não posso ir assim, para um sítio qualquer. Onze e trinta. Já deveria estar a dormir. Vou agora, ou espero até às onze e quarenta e cinco? Será mais tarde, mas ainda será antes da meia-noite. E se os meus colegas, amanhã, voltarem a gozar comigo por não ter comprado as calças? Porra, acabei por não fazer nada nas férias… Teria sido melhor ir para Norte, ou para Sul?

 

- Oh amigo! Queremos fechar! Queremos ir para casa! Ainda vai demorar muito a resolver ir embora?

 

Fernando Couto


Porto | PORTUGAL

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Equipa

Alexandra Vaz

Ana Martins

Cidália Carvalho

Ermelinda Macedo

Fernando Couto

Jorge Saraiva

José Azevedo

Landa Cortez

Leticia Silva

Rui Duarte

Sandra Pinto

Sandra Sousa

Sara Almeida

Sara Silva

Sónia Abrantes

Tayhta Visinho

Teresa Teixeira

Calendário

Janeiro 2012

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Comentários recentes

Links

Amigos do Mil Razões...

Apoio emocional

Promoção da saúde