Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mil Razões...

O quotidiano e a nossa saúde emocional e mental.

O quotidiano e a nossa saúde emocional e mental.

29
Out13

O Caminho que me levou a Ti (Sexualidade – 10)

Publicado por Mil Razões...

 

A Arrogância corrompe quem vem por Bem. A tal Vaidade e Petulância vêm todas da mesma Origem. De uma nascente que verte lama disfarçada, mas que se penetra em todos os cantos deste Mundo, desde o amor à Arte, Religião, Política, até à própria Vida.

Olhar para atrás e encontrar o parasita não serve para seguir o caminho de Hoje. Mas permite, muitas vezes, refletir no que não fazer daqui para a frente. Assim a vejo e assim a entendo.

Ela, a Arrogância, já esteve presente em Mim.

E agora, olhando para a estrada que se inicia a minha frente, acedi a uma portagem que outrora já tinha visitado; desta vez a minha companhia é a… talvez a Ternura?

Enquanto viajo, ela conversa comigo. Obriga-me a observar a paisagem.

Ontem, vi luxúria e gozo e o caminho era iluminado por lampiões de luzes psicadélicas, onde dancei nua, no meio da multidão. Era quase sempre noite, havia sempre gargalhadas e gritos e fumo… Recordo-me dos meus olhos brilhantes e da minha boca carnuda a perder-se por visões de perfeição e por aromas de absinto. Tudo era perfeito no turbilhão desse mesmo caminho; fiz dele minha Casa. A minha viagem, incrivelmente, seguia com o prazenteiro sentido de encontrar rigorosamente Nada. Como quando se entra num labirinto de mil cores, caminhos e destinos, terminando no ponto de partida. E ainda assim, corri pela estrada sempre vestida de vermelho, trajes curtos e êxtases transversais. Plenamente, divertida, atraindo outros caminhantes, seduzindo-os com a minha vontade imensa de voar dali para fora, sorrindo como uma puta no meio de um engate, puxando pela mão quem não quisesse fazer-me companhia.

Nessa altura, a minha mãe chamava-me de Cavalo do Monte. O sábio que sempre me acompanhava, Gata Alada. Com as minhas asas percorria o meu destino levitando. Planando. Completava-me carnalmente, deitava-me no cimento frio fazendo-o explodir quando era possuída.

Até que ela, a Arrogância, quebrou o meu percurso. Alguém me disse “ Vem comigo”. E a Arrogância ali estava, sorrindo para mim, quase tão sedutora como Eu. Piscou-me o olho e disse “ Tens a certeza?” O pedido foi de um companheiro de viagem, tão igual a mim no desejo de se fundir numa mistura de sonhos agridoces – ilusões, não é assim que se chama? E ela, de olhar de boneca: “ Tens a certeza?”. E eu respondi ao convite: e disse que não queria para mim quem era igual a mim. A Arrogância pôs o braço em cima do meu ombro e disse, fraternalmente: “ Mereces melhor.” E a minha viagem continuou.

E trouxe-me até aqui através desta Roda da Fortuna, que não é mais que a rotação do nosso Mundo. Segui viagem. Regressei.

Os anos que me acompanharam fundiram a outra companheira de viagem num passado irreversível. Hoje, caminho com a Ternura que detalha ao pormenor a estrada percorrida. É como uma estrada ainda fechada, sem nada a crescer no seu meio, na paisagem adjacente. O Silêncio reconfortante acompanha-nos. Observo apenas o branco supremo do céu, como quando se fixa o olhar demoradamente no sol e no piscar de olhos seguinte não se vê nada. Só uma luz quente.

E uma voz. A única no meio desta viagem onde nada existe e onde tudo se pode construir. Ou viver. Ou apenas Amar. A visão é invadida pelo companheiro de quem fugi Ontem. Diz-me “ Vem.”. Igual a ele mesmo. Sempre igual a ele mesmo. Olhando e sorrindo para mim. Olá.

Deito-me no chão que cheira agora a mel e deixo que ele me cubra com o seu corpo moreno e me possua em abraços, toques, desejos recônditos, prazeres repetidos e repartidos, copulando até cheirar a corpo. Corpo e Alma? Fazemos amor até o Sono me levar para o lado de lá do Atlas.

Lá ao fundo, bem lá fundo, num inimaginável horizonte, vejo uma árvore. De frutos ou não, já não sei dizer.

 

Sofia Cruz


Porto | PORTUGAL

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Equipa

>Alexandra Vaz

>Ana Martins

>Cidália Carvalho

>Ermelinda Macedo

>Fernando Couto

>Jorge Saraiva

>José Azevedo

>Leticia Silva

>Maria João Enes

>Rui Duarte

>Sandra Pinto

>Sandra Sousa

>Sara Almeida

>Sara Silva

>Sónia Abrantes

>Teresa Teixeira

Calendário

Outubro 2013

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Comentários recentes

Links

Amigos do Mil Razões...

Apoio emocional

Promoção da saúde