Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mil Razões...

O quotidiano e a nossa saúde emocional e mental.

O quotidiano e a nossa saúde emocional e mental.

02
Out12

Sonhamos de dia e de noite (Sonhos – 1)

Publicado por Mil Razões...

 

Dizem que a melhor coisa no mundo são os sonhos.

Passamos a vida inteira sonhando, talvez seja o que mais fazemos nesta passagem por aqui.

Quando estamos acordados, diante de uma realidade, muitas vezes dura, o que nos salva são os sonhos, a possibilidade de pensar que ali na frente alguma coisa boa vai se realizar e mudar nossa vida. Sonhamos com casas, com amores, com dias de sol, com as férias, com um pedaço de um bolo de chocolate.

E quando vamos dormir, depois de um dia cansativo, tem alguma coisa tão reconfortante como sonhar? Quantas vezes acordamos de bom humor, com a alma leve, apenas porque estávamos sonhando com alguma coisa bonita, que nos fez feliz.

Já conheci pessoas que perderam seus entes queridos e fizeram de tudo para amenizar a dor, mas nada ajudava. E de repente sonharam com essa pessoa, conversaram e ao acordar conseguiram enfrentar a vida de outra maneira.

Dia desses tive um sonho bom, apesar de parecer bobo. Eu comprei pela Internet uns perfumes, que nunca chegaram, e de repente sonhei que chegavam. Eu ficava tão feliz! Não é o dinheiro, até porque custaram pouco, mas no sonho minha felicidade era enorme ao ver de mim finalmente meus perfumes tão queridos.

Acordei até mais feliz, de tantos detalhes que vi no sonho, as caixas, os frascos. Passei o dia sonhando, pensando em se realmente vou ver esses perfumes algum dia.

Sonhar é a única coisa que nos mantém vivos. É o sonho que alimenta a esperança de dias melhores, de ver nossos desejos realizados, de uma vida melhor.

De dia sonhamos com tudo que podemos, passamos o dia assim, pensando em sonhos que um dia vão se realizar. De noite sonhamos mais ainda.

É a corda que nos segura neste mundo, sem sonhos não resistiríamos a tantas mentiras, a um mundo tão cruel e difícil.

Sonhar nos faz boas pessoas, porque quando sonhamos queremos o bem, esperamos o melhor, acreditamos nas coisas boas da vida. Deve ser por isso mesmo que dizem por aí que os sonhos são o elo do nosso coração com Deus.

 

Iara De Dupont (articulista convidada)


1 Comentário

Comentar Artigo

Porto | PORTUGAL

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Equipa

> Alexandra Vaz

> Cidália Carvalho

> Ermelinda Macedo

> Fernando Couto

> Helena Rosa

> Jorge Saraiva

> José Azevedo

> Maria João Enes

> Miriam Pacheco

> Rui Duarte

> Sandra Pinto

> Sara Silva

> Sónia Abrantes

> Teresa Teixeira

Calendário

Outubro 2012

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Comentários recentes

Ligações

Candidatos a Articulistas

Amigos do Mil Razões...

Apoio emocional

Promoção da saúde